Uma luz espiral azul, “maior que a Lua”, está causando apreensão na Noruega. O objeto não identificado foi visto na quarta-feira, no norte do país, por volta das 7h45 no horário local (4h45 de Brasília) e surgiu deixando um rastro luminoso azul, mas instantes depois parou e ficou girando no mesmo lugar, formando uma espiral branca.

Várias teorias, algumas bizarras, surgiram para explicar o estranho fenômeno, entre elas que a luz era um buracro negro, um meteoro ou até mesmo uma espaçonave extraterrestre. A explicação mais plausível, no entanto, veio do especialista no setor aeroespacial Erik Tandberg, entrevistado pelo site norueguês NRK. “Eu nunca vi nada parecido, mas provavelmente é um lançamento de um míssil de algum submarino russo que deu errado”, afirmou. Por enquanto, nenhuma autoridade militar russa se manifestou sobre o caso.

O site do jornal The New York Times publicou nesta quinta-feira um despacho da agência Reuters noticiando a falha no teste de um míssil Bulava, uma arma nova desenvolvida pelos militares russos. Um oficial que não quis se identificar disse ao jornal russo Kommersant que “o míssil falhou no terceiro estágio” do lançamento.

Pal Brekke, pesquisador do Centro Espacial da Noruega, defendeu a mesma tese, e disse que um aviso russo foi captado por rádios-amadores alertando embarcações de que, no momento em que a luz foi vista, era proibido navegar pelo Mar Branco, no Ártico.


Fonte Época

Anúncios