O conceito de Multiverso tem suas raízes na moderna Cosmologia e na Teoria Quântica e engloba várias idéias da Teoria da Relatividade de modo que pode ser possível a existência de inúmeros Universos onde todas as probabilidades quânticas de eventos ocorrem. Simplesmente há espaço suficiente para acoplar outros Universos numa estrutura dimensional maior: o chamado Multiverso.

O nível 1 seria a possibilidade de existir outros universos muitos distantes do nosso, tão distantes que não seria possível alcançá-los. A previsão genérica da inflação cósmica nos leva a um universo infinito, que, sendo infinito, além de existir outros universos, ainda seria possível haver cópias do nosso universo, cópias do nosso planeta, cópias de nós.

multiverso
As possibilidades teóricas não acabam por aí, no nível 2 supõe-se que o nosso universo estaria acoplado a membranas como sugere a Teoria das Cordas que evoluiu para a Teoria M. A Teoria das cordas sugere que o tempo é o conjunto de todas as possibilidades e a realidade é a escolha dentre esses universos. Sendo assim o tempo matematicamente abre as portas para a existência para outros universos dos quais a realidade do individuo não conhece. No nível 2, o nível 1 seria como uma bolha de sabão, ou seja, como já vimos um número infinito de universos existindo em uma superfície em forma de bolha junto com outras bolhas, um número infinito delas. Cada nível aumenta cada vez mais a quantidade de universo, num esquema em que todas as bolhas de sabão se agregam mutuamente por uma infinita vastidão.

No nível 3, encontramos na mecânica quântica a possibilidade de outro universos. Como o eletrón pode estar em vários lugares ao mesmo tempo a teoria sugere que o nosso universo pode funcionar de forma semelhante. Utilizando-se o Princípio da Incerteza, por exemplo, uma pessoa está andando pela rua e decide se vai virar a esquerda ou a direita.

multiversos
Nesta teoria, assim como na mecânica quântica, ela vai para direita e para a esquerda, criando assim dois universo a partir daquela. Isso sucessivamente nos leva a infinitos universos. E agora o mais estrando disso tudo é que esses universos estão no mesmo lugar que nosso, em outra dimensão ou em fases diferentes. Devido ao fato da teoria quântica ser em sua grande parte teorica, impossibilita, atualmente, qualquer tipo de prova tecnicamente real, como a prova visivel do conceito Multiuniverso.

Na série, citaram a possibilidade de provar a existência de uma dessas dimensões. Os ciêntistas pretendem utilizar um acelerador de partículas para encontrar o gráviton e assistir ao seu “desparecimento”, indicando que foi para outra dimensão. Mas primeiro eles tem que encontrar o gráviton.

E no último nível que os teóricos conseguiram imaginar, o nível 4, Este nível considera igualmente todos os universos que podem ser definidos por estruturas matemáticas. Isso inclui também aqueles que têm leis físicas diferentes do nosso universo. O conceito de Multiverso implica numa contradição em relação a atual busca pela Teoria do Campo Unificado, uma vez que em cada Universo pode-se imaginar que haja diferentes Leis Físicas.

Fonte: fu2re